terça-feira, 12 de junho de 2012

Relação com os cegos

Porque o meu avô era cego e como tal é um tema que mexe muito comigo e custa-me ver as coisas que se passam ainda hoje em dia (numa época em que já não deviam existir estes preconceitos, estamos no século XXI!!).

Irrita-me algumas pessoas que encaram a cegueira pior que as pessoas que por isso passam, fazendo delas inúteis e incapazes. A cegueira necessita de uma educação especial. A cegueira não precisa de precisa de piedade, mas sim de oportunidades.

Irrita-me pessoas que achem os invisuais tão dependentes a ponto de precisarem que lhes dêem comida na boca. Eles apenas precisam de algumas orientações.

Irrita-me que as pessoas se dirijam aos cegos, com esta mesma palavra, que salientem a sua deficiência física. Acho muito indelicado dirigir-me a alguém chamando cego. Como toda a gente, ninguém gosta de ser rotulado.

Irrita-me as pessoas que falam com os cegos gesticulando, indicando direcções com os dedos. Pode ser a força do hábito, mas já vi casos em que as pessoas faziam isso por troça.

Irrita-me pessoas que brinquem, gozem com os cegos pela sua deficiência física. Ninguém tem culpa de ter de enfrentar um problema destes na vida.

Por tudo isto, sim, há pessoas que deviam ser reeducadas na nossa sociedade. É lamentável situações que ainda hoje acontecem.

5 comentários:

Cláudia disse...

Olha eu tive cegos os meus avós maternos, mas por pouco tempo... Foi uma coisa estranha e de início não sabia lidar bem com isso...
Eles sempre viram a vida toda e chegarem a uma idade e devido aos diabetes e cataratas, deixarem de ver, foi coisa que realmente me custou mesmo a "habituar"....
Precisavam de ajuda claro, mas não estavam literalmente dependentes... Faziam as suas coisitas sozinhos....
Graças a deus fizeram a operação e ficaram os 2 a ver melhor que eu.... O meu avô é que está a piorar outra vez mas devido aos diabetes...

Nem sei como seria se isto fosse desde sempre... Mas tens razão, é uma falta de respeito não só com isso mas com tudo!
Há pessoas que deviam mesmo voltar para a escola ou sei lá... Aprender boas maneiras!

Beijocas

Cláudia disse...

Tens um mimo lá no blog =)

Joana disse...

Olá!

Acho que está um óptimo post Miss I, e que tens toda a razão :)

Não tenho ninguém cego na minha família, mas já tive pessoas que por uma razão ou outra eram diferentes e a sociedade trata logo de os rotular... É complicado, mas eu acho que mesmo assim hoje em dia a sociedade está a mudar para melhor. Só é preciso ter um pouco de paciência ;)

Beijinhos!

sandra disse...

Não tenho ninguem cego na familia mas tenho a certez que os invisuais são tão ou mais capazes que os visuais,é incrivel como há pessoas que não tem sensiblidade para ver que são pessoas totalmente normais apenas com algumas limitações na qual temos de contornar,bjinhos

Maria Maria disse...

O senhor que faz a escolha das peles para os estofos da Ferrari é cego.
Muitas vezes confunde-se e dá-se piedade e pena em vez de respeito e consideração. É pena.